17 março 2015

#32 Sobre enterros - Dia 17

À Alves...

Prelúdio

Memória 

Amar o perdido
deixa confundido
este coração.

Nada pode o olvido
contra o sem sentido
apelo do Não.

As coisas tangíveis
tornam-se insensíveis
à palma da mão.

Mas as coisas findas,
muito mais que lindas,
essas ficarão.

Carlos Drummond de Andrade 

Epílogo

Algumas pessoas nos fazem amar
como nunca imaginamos 

que pudéssemos amar antes
amores antigos ficam ridículos e então
passamos a pensar que nunca mais
amaremos outra pessoa na vida. 
a verdade é que esses amores titânicos
nos ensinam uma coisa apenas:
que, depois deles, será impossível amar menos. 

Prólogo

Onde não se sente, não há. 
Onde não se expressa, não há. 
Onde não se diz, não há. 
Onde não se luta, não há. 
Inerte morre o morto
em seu silêncio de cemitério. 
Não sei enterrar vivos.
Mas é a prática do amor deixar-se ir. 

Castro