10 janeiro 2015

Green eyes in the blue sky

O sol aquece toda dor de amor
no alvorecer das manhãs solitárias 
Nas palavras de qualquer escritor 

Nas memórias que tergiversam 
brincando de saudade acompanhada 

Na escuta dos pássaros, 
No passar das nuvens acrobáticas 
No cair da chuva
No cheiro de entardecer 

Tudo se move.
No compasso mais lento-adágio sostenuto 
cambaleia a vida com sua sinceridade inexorável. 

Castro