08 novembro 2014

A razão inadequada

Nesta noite adiantada de sombrias nuvens aladas, corro em passos firmes para o seu corpo. Estar aqui-ai como um soldado que repousa o corpo sedento no leito e impera seu sonhar amoroso de saciar-se de frutíferas histórias. Minha alma transita no futuro tecido por mãos delicadas, que constroem seu corpo infinito delineado por minhas ânsias de misturar-me a ti, por dentro, por fora, por cima e por baixo em diferentes ângulos fantasmagóricos de realidades múltiplas.

Masnavi