25 julho 2014

Do amor possível

Caderno 02

Querida, cubra teus olhos,
Venha me ver em mistério
O que puderes tocar é teu
E é tudo que quero.

Posso ouvir-te cantar,
a fantasia que espero
Ver nascer no poente
nosso simplório castelo;

Ver surgir pontes imaginárias
Que levam a todo incerto
O que puderes levar,
Deixe.
Você é tudo que quero.

CASTRO