18 janeiro 2014

Poema da Despedida #16

Tenho em mim o universo
Agitado demais
Palpitante demais
Rápido demais
Para minha fome de paz

Tenho em mim o corpo
Febril demais
Afetado demais
Estancado demais
Para minha fome de vida

O que há em mim

É ausência.