12 novembro 2013

Tridimensionalidade de coexistir

O que há na forma,
Antes da forma.
A linha sub-reptícia
que emerge do não-lugar.
O intento da perspectiva
O fracasso de gerar dimensões
Para além do sentido do olhar.
O rascunho tridimensional do afeto
A figura imagética do vir-a-ser
independente da mão geradora.

A arte do não-artista. 
O caos gerador de arte
nascituro da câmera invisível 
que morre nos olhos. 

MASNAVI 

Fonte: Portfólio Natalia Nunes