24 setembro 2013

Eu queria ser Alves

Chicoteia o vento
Em meus delicados galhos
De árvore

Seminua me curvo
Diante das bênçãos
Do chacoalhar diário
Da planta
Imóvel,
Que dança
Seus mistérios

No tempo

Masnavi