22 dezembro 2012

Cento e um poemas de amor #9



Frágeis caramelos reluzentes
Doces, doces, doces,
Perdidamente.

Silencia o ar,
Arduamente

Acreditando,
Piamente

Na mentira que conduz
Latentemente;

Seu coração perdido
Docemente
Frágil, frágil, frágil,
Caramelo reluzente. 

MASNAVI