13 abril 2012

Cento e um poemas de amor #7


“Te amarei de Janeiro á janeiro
Até o mundo acabar”
Roberta Campo – De Janeiro a Janeiro

Atravessou minha porta. Abraçou-me. Dei-te um beijo no rosto e você pediu um beijo na boca. Beijamo-nos por horas, perdidos no desejo que se encontrou finalmente com todo nosso amor. E por toda aquela vida te beijei com meu corpo entregue, abraçando-te tão desesperadamente para que não escorresse das minhas mãos; e naquela vida nada mais existiu. Só o amor. Este amor que confio ser semente eterna de vida. E nesta vida, você atravessava a porta e dizia adeus.

Masnavi