24 abril 2012

Valerie - Meu jardim de flores



Sutilmente invade meu jardim
Com semente de lirismo despretensioso
E leveza infalível
Para o meu coração. 

Encontro no teu corpo
todo meu desejo
insaciavel 
incansável em te querer. 

Poesia no teu olhar...
e insisto em escrever pequenos versos
em nossas vidas. 

E me sinto salva de tanta desesperança e engano. 
Me leva contigo.
Ou me ensina mais sobre flores. 

MASNAVI

 

Masnavi e o Mar

O mar se abre azul
no horizonte abundante 
E agradeço teu vai e vem
que me perpetua no tempo
e renova minha alma
de sal e luz.

Ouço vozes que me apontam 
e afundam meus pés na areia 
Não cheguei aqui sozinho,
Juntos.
É nosso caminho. 
O vento que leva a memória
descontroi o que não há.
E no branco transformado
Tudo há de se apagar. 

MASNAVI

19 abril 2012

Ecos


"Existe no silêncio tão profunda sabedoria
que às vezes ele se transforma na mais perfeita resposta."
(Fernando Pessoa)
 

E, se isso for você?
Se tua pele estiver submersa neste conteúdo?
Tão parte de si que não se acha
Compondo as paredes do vazio,
Que existe para não-ser.
No espelho da tua própria memória
O que reflete? 

Masnavi

13 abril 2012

Cento e um poemas de amor #7


“Te amarei de Janeiro á janeiro
Até o mundo acabar”
Roberta Campo – De Janeiro a Janeiro

Atravessou minha porta. Abraçou-me. Dei-te um beijo no rosto e você pediu um beijo na boca. Beijamo-nos por horas, perdidos no desejo que se encontrou finalmente com todo nosso amor. E por toda aquela vida te beijei com meu corpo entregue, abraçando-te tão desesperadamente para que não escorresse das minhas mãos; e naquela vida nada mais existiu. Só o amor. Este amor que confio ser semente eterna de vida. E nesta vida, você atravessava a porta e dizia adeus.

Masnavi

10 abril 2012

Sorriso de Flor


Fecho meus olhos
E me deito lentamente sobre o teu corpo
Procurando teu cheiro
Desejando teu gosto

Meu ouvido na sua boca
Atento ao teu sussurro
Pedindo que seu peito
Abra-se no meu mundo

Deite no meu leito de paz
Para encontrar o amor
Hoje sou mais especial
Hoje eu sei quem eu sou. 

MASNAVI

"There aint no sunshine when she's gone"

09 abril 2012

Masnavi


"Pra você que amou, amou até o fim; não essa coisa que se esquece com outro, falo de amor pra foder com tudo, veneno em óleo fervente.” Do livro Nego Tudo

Quem te disse o que sou? Se quando sou, estou, mas nem sempre estou; perdida com caminho certo a seguir. Correndo e caminhando, fugindo e parando, sentindo distraidamente toda e qualquer vida. Essa intensidade inerente a minha raça, a minha história, ao meu vazio que também é o seu e a essa porra toda que me faz queimar lentamente até as cinzas do nada e me nega a paz, me nega a prisão, me nega o gozo. A incompletude me faz poesia, me faz música melancolicamente linda, que fala comigo no meu ouvido em gemidos tímidos e me arrepia. E que às vezes fode comigo me batendo na cara, salivando uma orgia de sentidos que me penetra a vulva bruscamente e cega minha mente por segundos de medo e desejo; mas que não para de dizer ‘sou tua, sou tua’. Sou tua. Porque a verdade é que a mentira se confunde com qualquer coisa líquida que se mistura em tudo que há. E quem pode dizer o que há, de fato? Então se eu te disser que te amo, não desconfie. Amo devotamente a poesia de amar e talvez essa seja a única verdade. MASNAVI  

04 abril 2012

Vou contigo


Traga seu sorriso contido
Charmoso, amigo
Sua bicicleta, seu tênis favorito
Aquele CD novidade
Ou qualquer livro esquecido

Vai e desliga a TV
Ri de mim, que não sei esquecer
E pede para que eu seja generosa
Com todos que me fizeram sofrer.

Toma comigo um vinho
E entenda que preciso de abrigo
Porque senão vou me proteger.
E sumir e perder.

Traga seus enormes silêncios
Sua paciência de me escutar
Aprenda que meu riso é nervoso
As vezes eu não sei me calar.

Vem e me surpreenda
Com suas musicas, com suas letras
sua intelectualidade acadêmica
e espontaneidade sistêmica

Pode ser tropeçando, batendo portas
Pisando no rabo do gato,
Perdendo a hora
Mas venha.
E dance comigo. 

MASNAVI

03 abril 2012

Aonde nasce e mora todo amor



Hoje me trouxeste a música
Que me abriu a alma
Pegou-me pela mão
E me fez voar.

Sobrevoei meus cabelos
Mergulhei nos meus olhos
E vi meu amor imenso
Se transformando em vida
Viva;

Hoje me deste à vida.

Hoje paralisaste todos meus sentidos
Para que se debruçassem sobre mim.
E me fiz imensa
Do tamanho da inspiração,
De vida.
Viva; 

MASNAVI

Ao som de "Trovoa" - Meta Meta

Sem título

"O meu amor sai de trem por aí
e vai vagando degavar para ver quem chegou
O meu amor corre devagar, anda no seu tempo
que passa de vez em vento
Como uma história que inventa o seu fim
quero inventar um você para mim
Vai ser melhor quando te conhecer
Olho no olho
e flor no jardim
Flor, amor
Vento devagar
vem, vai, vem mais" (Tulipa Ruiz - Do Amor)

Toda alegria conta



“O que eu adoro em ti
Não é a tua beleza
A beleza é em nós que existe
A beleza é um conceito
E a beleza é triste
Não é triste em si
Mas pelo que há nela
De fragilidade e incerteza” (Manuel Bandeira)

Toda alegria conta

Suaves madeixas que caem sobre mim
Semeia meu corpo úmido enfim
Toco a noite que habita seus seios marfim
Nascem estrelas dos teus olhos
Brilhando para mim

Vou desaguando teus rios
E curvas sem fim,
Degustando teu liquido,
Perdendo-te em mim

Minhas sombras se foram,
Nasceu um jasmim,
O jardim infinito que te bebe, assim
E por fim te recebo,
Chova em mim
Te darei meus segredos 
Sagrados pra mim. 

MASNAVI