29 março 2012

Cento e um poemas de amor #6


“Je veux”

Todo meu afeto, meu amor

Lave minhas mãos com a tua bonança
Sejamos a gota que semeia lírios
E chovamos esperança
Que a paixão súbita nos acolha
Em revolto mar
Que nos leve para longe
Em outra vida, outro lar

Renasceremos quantas vezes?

Todo meu afeto, meu amor
Para a cura
Todo meu afeto, meu amor
Para a dor
Todo meu afeto, meu amor
Para sermos

E renasceremos quantas vezes?

Mergulhados no vazio de desencontros
Achei no céu anil, nosso recanto
E de areia ventou nossos corpos
No fundo do mar.

E só morremos uma vez. 

MASNAVI