02 março 2011

Prosa Cigana #2


Vai cigana, ser livre na vida!
Tua saia rodada é a tua saída
Vai cigana, se livra dos medos
Isso não é pra você
Você conhece o Segredo

Filha das estrelas
Sabe do teu símbolo
Presa a tua tenda
Conhece o teu abrigo

Amar, amar livremente
Andar, andar eternamente
O carroção que roda e leva tua alma
Leva e traz parte de ti

Vai cigana, sabes o caminho
Tua luz protege o perigo
O Sinto segue o próprio destino
E renasce no olho do bicho

E se o coração quiser entregar
Teu mar infinito
Dê também tua poesia
E teu olhar mais tranqüilo

MASNAVI