24 março 2011

A música em mim - Canção III

Quero.
Em toneladas exageradas de vida
A intensidade de entrega desmedida
Ultrapassado jeito de querer.
De querer junto. Sempre dentro.
Para todo e qualquer momento 
Todos os tons de sentimento
Derramado em pincéis multicor 

E a vida se abrindo
O céu se construindo
E a base do chão
Sem se perder.

Porque eu não to na moda
Eu não to na roda
Sigo pra dançar
Sempre, pra ser.

E se vier me dando o braço
Te mostro meu compasso
E você me dá o tom pra enternecer
E a música tem seu ritmo
Intervalos desconhecidos
E silêncios que nos faz estremecer

Por que sou o instrumento
De intenso sentimento
Que faz todo som aparecer. 

MASNAVI