02 março 2011

Masnavi e o Mar


Vejo o mar
Com olhos profundos
Da líquida sensação
Do ar

Caminho ao vento
Junto à beira do mar
Revolto tormento
Que balança ao luar

Veleiros tranqüilos navegam
de par em par
Fitam comigo
E com meu desejo
De me banhar

Te vejo tão doce
Tranqüilo azul estrelar
Toca meus pés
Que tremem de medo
Ao te deixar me beijar

A espuma acaricia
Suavemente
Tudo que eu quero lhe dar

Estou aqui
E estou presente
Em quase todo o lugar

MASNAVI