27 janeiro 2011

Os Sintos - Prosa Cigana

Sou um Sinto
Talvez de Paris,
De Uttar Pradesh
Levando meu carroção
Na vida.

Filho das estrelas
Sigo meu Guia
Sorte e Destino
Do que já existia.

Estive antes, estou agora
E amanhã.
O Sinto caminha
Querendo Existir
Tropeçando em espelhos

Até ser revelado
Olhando pra si.

MASNAVI