20 janeiro 2011

Conexões acausais


Entre um e dois,
Não há números

Somos silêncio múltiplo
Da nossa imensidão

Consideramos todo ar,
Todo fogo, toda coisa em si
Cegando ou invadindo
Toda ânsia, em si

Livres, dentro da própria prisão. 

MASNAVI