21 junho 2010

Sonata de Inverno

Prólogo

Uma lua tímida que quer paz
Um lugar iluminado que me absorve e aquece
Uma lua que some quando amanhece
e os sonhos se vão.