07 agosto 2009

Seu corpo vai...

Dãnae, não deixeis minha mão descolar da sua
Nem por um minuto hoje
E pra sempre.
Carregue Zeus em teus ventre
E não fecheis os olhos nunca mais.
Saiba que ainda sou a nuvem,
Que te encobre todos os dias.
Sou mais o calçado que te resguarda os pés.
Dãnae, meu amor por ti é devoto.
Suplico-te,
Não se esqueças de mim.
Nem de meu nome,
Vida. - MASNAVI