17 agosto 2009

À deriva III - Ausência e Saudade

Hoje sou o pó
esquecido na mobilia antiga
escondendo cantos de paredes sólidas
escurecendo fontes de luz natural
que não reflete no chão
por minha causa

Sou esconderijo de ratos,baratas, formigas
sujeira e chão
Um móvel vazio
que de tão inútil, foi esquecido

Ao pó sempre voltamos. - MASNAVI