09 agosto 2009

Ao meu pai

Há no mundo,
o vazio de microparticulas sólidas
Inexplicavelmente postadas no universo
Neste universo vasto de estrelas solitárias

O coração ocupa todo o espaço
quando ainda que de longe
lembremos de onde viemos

Quando nos reconhecemos no outro
É a sorte de se ver espelho-alma
O espelho íntegro, intacto

É a força que nos move na vida
Nós, filhos que não sabemos andar
E tu me dizes 'Dá-me a tua mão'. - MASNAVI